Adestramento animal: como funciona o sistema de recompensas?

O adestramento animal costuma ser baseado no Condicionamento Operante, descrito pela primeira vez pelo psicólogo comportamental Burrhus Frederic Skinner, através do experimento “Caixa de Skinner”.

Condicionamento Operante significa criar um comportamento em reação a um estímulo através da introdução de um reforço ou de uma punição. Esses reforços são seguidos por recompensas, sendo, portanto, qualquer coisa que aumente a frequência de uma ação com a inclusão de um novo elemento. Os animais, ao serem recompensados por um comportamento executado, aumentam a chance de repetirem esse comportamento.

Ao aplicar o conceito do reforço positivo nos treinos, recompensa-se o pet pelo comportamento que se deseja que aumente de frequência, deixando claro que certas atitudes irão gerar certos mimos.

Para determinar qual recompensa será usada no adestramento animal, é importante conhecer bastante o seu amigo para identificar o que mais o motiva. O mais comum é que seja algum item alimentar, como petiscos próprios para pets, a própria ração ou alguns alimentos naturais. Porém, dependendo da situação, o interesse e a motivação do animal podem mudar.

Todavia, é errôneo dizer que os animais só se motivam por comida, podendo usar muitas outras opções como recompensas. Exemplos: brinquedos em geral (como bolas, brinquedos dispensadores de comida, ossos de nylon duro, pelúcias, etc), levar para passear, coisas interessantes durante o passeio (como arbustos ou postes para cheirar, interagir com outros cães ou outras pessoas), carinho das pessoas. Enfim, opções não faltam, apenas é necessário descobrir qual recompensa agrada mais ao pet nas mais variadas circunstâncias.

Quando os animais recebem as recompensas, uma parte do cérebro deles trabalha mais. Essa região é repleta de neurotransmissores (comuns até nos seres humanos) essenciais para o bem-estar. São liberados os hormônios conhecidos como o “Quarteto da Felicidade” (dopamina, endorfina, serotonina e ocitocina) que liberam as sensações de prazer. Fazendo uma simples comparação, a sensação que um pet tem ao ganhar uma recompensa valiosa é igual ao que as pessoas apresentam depois de comer algo que estão com muita vontade, após praticarem exercícios físicos ou ganharem uma promoção.

Recompensar os pets é um bom método para educá-los, pois eles precisam de uma série de motivações para realizarem as diferentes atividades que lhes são concedidas e para que sempre estejam dispostos a aprender coisas novas.

Segundo Skinner: “comportamentos que são reforçados pelo sistema de recompensas tendem a ser repetidos, comportamentos que não são reforçados tendem a se extinguir”.

Você já utilizou esse sistema de recompensas com o seu pet? Compartilha com a gente aqui nos comentários!

Priscila Furlan

Adestradora da empresa @caocidadao – Adestramento Inteligente em Fortaleza/Ce, método Alexandre Rossi.

1

  1. Виктор Responder

    Antes de comecar o adestramento de caes, lembre-se: as recompensas devem ser rapidas para evitar que o cachorro perca o foco no treinamento. Assim como longos elogios tiram o foco do pet e prejudicam o aprendizado, os petiscos devem ser pequenos, a ponto de serem engolidos rapidamente, para que nao seja necessario parar a atividade para que ele mastigue. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *