FORTALEZA
BUSCA POR SERVIÇOS
Ver todos

COLUNISTAS >

Artrose em cães e gatos – Tratamento

No artigo anterior vimos como a artrose atinge cães e gatos, seus sintomas, diagnóstico e o que ela causa aos focinhos. Agora entenda um pouco sobre o tratamento desta doença.

Por - 1 de novembro de 2015

Os tratamentos existentes para a osteoartrose preconizam minimizar os sinais clínicos e retardar a progressão da doença, restaurando e mantendo a função articular pela diminuição da inflamação e protegendo a cartilagem de lesões futuras.

artrose

 

A osteoartrite é uma doença progressiva, irreversível e, geralmente, não controlada por terapia medicamentosa. Normalmente são utilizados corticoesteróides ou antiinflamatórios associados a vitamina C e condroprotetores. O sulfato de condroitina, um condroprotetor, tem a capacidade de estimular a cartilagem articular, diminuindo ou retardando as alterações da artrose.

 

Antiinflamatórios são utilizados nos casos avançados e quando a dor é constante. Esses medicamentos oferecem riscos de efeitos colaterais gastrintestinais, mas fornecem um bom alívio da dor e podem ser necessários para uso a longo prazo em pacientes graves.

 

A acupuntura vem sido utilizada com excelentes resultados para artrose. A técnica de acupuntura mais simples é o uso apenas de agulhas tradicionais chinesas nos acupontos, mas também se pode usar eletroacupuntura ocasionalmente, e há possibilidade de uso de aquapuntura, moxabustão e terapia a laser. A homeopatia também tem sido utilizada em animais e apresenta bons resultados.

artrose2

 

Diversos agentes fisioterápicos tem sido utilizados no tratamento da artrose, entre eles se destacam a eletroterapia, laserterapia, ultrassom terapêutico além de exercícios assistidos. Vários estudos sobre a ação da terapia a laser de baixa intensidade ou laserterapia de baixa intensidade tem sido descritos, tanto na reparação de tecido ósseo como em tecidos articulares. A eletroterapia tem auxiliado na redução de dor gerada pela artrose, juntamente com o ultrassom terapêutico tem colaborado na qualidade de vida. Os exercícios assistidos colaboram para que a perda de massa muscular seja mínima e que a mobilidade não fique comprometida por completo.

 

O tratamento utilizando-se células-tronco, através da terapia celular, que tem como objetivo substituir células, tecidos lesados ou perdidos para restaurar sua função. As células-tronco possuem características imunomoduladoras e imunossupressoras, secretam citocinas pró e anti-inflamatórias e fatores de crescimento, modulando a resposta inflamatória, restabelecendo o suprimento vascular e reparando adequadamente o tecido. Assim, a utilização de células-tronco tem proporcionado a diminuição da dor e melhorado a qualidade de vida.

Confira o artigo anterior: Artrose em cães e gatos!

 

SOBRE O COLUNISTA

dr-alison-ximenes-focinhos-urbanos

Médico Veterinário formado na UECE e pós-graduado em Fisioterapia e Ortopedia Veterinária pela UNIP-SP. Trabalha com reabilitação animal e atua nas áreas de ortopedia, neurologia, fisioterapia e terapia celular. Pioneiro no tratamento com células-tronco para pets no Ceará, sendo membro da equipe nacional Curavet®.

Ver todas as suas publicações

 

COMENTÁRIOS

FOCINHOS NAS REDES

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados à focinhosurbanos.com.br