Cuidados com a higiene do gato

Gatos são muito limpinhos, adoram passar um bom tempo cuidando de sua pelagem com horas de banhos. No entanto, não são todas as partes do corpo que ele consegue limpar sozinho. Então os humanos podem ajudar para que eles se mantenham limpos e saudáveis.

Mas para que eles aceitem nossa ajuda, teremos que seguir alguns protocolos, para que o felino se sinta confortável com todos os procedimentos.

Quando for iniciar a higienização do gato, é necessário ter todos os materiais que serão utilizados para o procedimento, isso evita de o gato fugir ou ficar estressado, enquanto espera a busca do material.

A dessensibilização de todos os objetos e toques que serão usados para a limpeza, deve ser feita em lugar tranqüilo e sem incomodar o bichano. Sempre oferecendo carinho, petisco ou brincadeira, para que ele associe os materiais a momento legais.

Caso necessário, procure a ajuda de um profissional, para que o momento seja mais prazeroso para todos.

OUVIDO

Por mais que se limpem, os gatos não conseguem higienizar dentro das orelhas.

Dessa forma, é nossa responsabilidade deixar esse local limpinho, evitando o acúmulo de cera, que pode levar ao desenvolvimento de ácaros, fungos e até larvas. A falta de cuidados pode até causar uma otite ou infecção de ouvido.

Os materiais necessários para a limpeza do ouvido são: gaze, toalha umedecida e produto para limpeza auricular/shampoo para felinos e petiscos.

Com o material previamente separado, traga o gato para o ambiente que esteja calmo, e com bastante carinho e festa, comece analisar dentro das orelhas e observe a reação do felino, que deve sempre estar tranqüilo.

Comece limpando a parte externa com o shampoo e toalha umedecida, para retirar os resíduos. Em seguida, com a gaze e, se possível, um produto de limpeza auricular, efetue a limpeza dentro da orelha, com muito cuidado, para não machucar essa parte que é muito sensível.

Uma limpeza feita num período de 15 dias é suficiente, para que a higiene fique sempre em bom estado, evitando e prevenindo possíveis doenças.

OLHOS

A região dos olhos é bastante delicada e precisa atenção especial na sua higienização. Se a remela estiver branca, seca e fora dos olhos, não é considerado problema, porém se não for limpa pode começar a gerar crostas maiores de sujeira.  E esse acúmulo pode causar graves problemas oculares, incluindo infecções.

O material que deve ser separado antecipadamente é algodão ou gaze, água fervida, toalha e petiscos.

Molhe o algodão ou gaze na água fervida e em temperatura ambiente e, com movimentos suaves, retire as remelas ou crostas formadas ao redor dos olhos. Não toque dentro dos olhos. Utilize outro algodão ou gaze para a limpeza do outro olho, para evitar transmissão de sujeiras ou infecções (caso existir).

Seque com a toalha seca.

DENTES

A higiene bucal é muito importante também, pois é questão de manter a boca saudável, então manter uma escovação dos dentes do gatinho se faz necessário. Quando não há limpeza adequada, poderão surgir problemas tais como gengivite e formação de placa de tártaro, o que pode até chegar em perda de dentes.

Da mesma forma, que nas outras partes do corpo, fazer uma dessensibilização prévia e ficar sempre em local tranqüilo e deixar todos os materiais necessários disponíveis, no momento da higienização.

Serão utilizados a escova de dentes, pasta de dentes específica para felinos, petiscos.

Apresente os materiais para o gato e comece a escovação de forma bem leve para ganhar a confiança do felino. Faça desse evento, um momento de carinho e mantenha esse hábito, se possível diariamente.

Se, por algum motivo, não for possível escovar o dente de seu bichano, utilize alternativas encontradas no mercado pet.

Vale lembrar que o mais eficaz sempre será a escovação, que limpa todos os dentes mais profundamente.

Assim como outros aspectos da rotina, a saúde bucal de seu pet deve ser sempre acompanhada pelo médico-veterinário. Ele saberá indicar se a limpeza está sendo feita da maneira correta ou se seu amigo precisa de algum tratamento dentário.

PÊLOS

Escovar os pêlos diariamente ajuda a diminuir o embaraço dos mesmos e retira os pêlos soltos, massageia a pele, estimulando os folículos para nascimento de novos pêlos e ainda diminui a formação de bolas de pêlos. Também com a escovação, a queda de pêlo diminui e isso ajuda tanto na limpeza geral da casa como na saúde do felino.

Os gatos sempre estão se limpando e lambendo seus pêlos para mantê-los limpos e saudáveis, mas podemos ajudar sempre, tomando os cuidados necessários para que não machuque nas regiões mais sensíveis, como a barriguinha.

Os banhos nos gatos são indicados apenas em casos de necessidade máxima e/ou quando o bichano for acostumado desde cedo para tal procedimento. Para o banho sempre utilizar água morna, xampu para gatos, toalha para secar e secador em baixa temperatura.  Tenha o cuidado de não utilizar movimentos bruscos e que o banho seja o mais breve possível.

UNHAS

Aparar as unhas do felino é necessário para evitar que se machuquem e também não causar possíveis danos aos móveis da casa e também para evitar que unhas muito grandes causem problemas de mobilidade no gato.

É suficiente cortar as unhas de 15 em 15 dias, mas, como para quaisquer procedimentos de higiene, é necessário acostumar o gatinho com o corte de unhas.

A dessensibilização do toque nas patas e coxins é o primeiro passo, sempre fazendo movimentos calmos, em ambiente tranqüilo.

Para cortar as unhas, aperte o coxim para as unhas, que são retráteis, aparecerem, e corte somente as pontinhas, sem tocar na região mais avermelhada onde ficam as terminações nervosas.

O mais adequado é usar cortadores de unhas específicos para a situação, para que seja feito com mais segurança e higiene.

GERAL

Para manter a higiene total do seu felino, é necessário manter o ambiente dele sempre limpo também.

Portanto, a caixa de areia deve ser limpa regularmente.

Sempre deixar disponível água limpa e fresca e os potes de comida limpos e organizados.

Regularmente levar ao veterinário para exames periódicos.

Dessa forma, iremos manter uma boa qualidade de vida para seu amiguinho.

Rita Vasconselos

Consultora comportamental e adestradora franqueada da Cão Cidadão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *