O Cio das cadelas e das gatas: tire as suas dúvidas!

cio é um sinal de que nossas meninas estão se tornando mocinhas e que, em breve, elas poderão namorar (acasalar), engravidar e parir. O cio na cadela e na gata ocorre de forma completamente diferente. Devido a isso abordarei uma a uma.

cio-focinhos-urbanos

1. Nas Cadelas:

Nelas, o primeiro cio ocorre, na maioria das vezes, entre os 6 e 10 meses de idade, e se repetem a cada seis meses. Para a maioria dos pets, os sinais dessa fase são bastante claros: começam com o inchaço da vulva e o aparecimento de corrimentos vaginais e sangramentos. A duração de cada cio varia entre 15 a 20 dias. Em algumas cadelas, especialmente as idosas, pode ocorrer o que é chamado de “cio silencioso” ou “cio seco”. Neste, o animal não apresenta nenhum dos sintomas típicos do período, dificultando a identificação do período fértil ou mesmo do cio em si, sendo possível identificar o cio por meio de uma citologia vaginal (exame) feito por um médico veterinário.

Quando devo deixar minha menina namorar?

O “namoro/cruza” só é aconselhado a partir do segundo ou terceiro cio. Normalmente, contamos dez dias após o inicio do sangramento. No décimo dia, a cadela deve ser levada a casa do macho. É comum a cadelinha ficar três dias na casa do macho. Calma, a mamãe e o papai podem visitá-la nesse período ou trazê-la para dormir em casa e pela manhã levá-la a casa do macho. É nesse período que as cadelas passam a ceder as investidas do macho.

cio-focinhos-urbanos-2

2. Nas Gatinhas:

Ao contrário das cadelas, as gatas não apresentam alterações físicas visíveis. Miados altos e exagerados e mudança brusca de comportamento são os principais sinais de uma gata no cio. Podendo se tornar bastante manhosa, a gatinha costuma esfregar-se e borrifar urina nos móveis da casa e nas pessoas, e não é difícil que um aglomerado de gatos passe a fazer rondas na porta da sua casa durante esse período.

O primeiro cio da gata ocorre, geralmente, até seus dez meses de idade, sendo que climas quentes (como o nosso) favorecem a ocorrência. A partir disso, o cio se repete a cada dois meses, e tem uma duração média de 4 a 7 dias, podendo ser bem maior em gatas com cistos ovarianos.

As gatas já emitem sinais de disponibilidade para os gatos logo no começo do cio – embora muitas ainda não estejam receptivas e recusem as investidas dos machos. Entretanto, quando está pronta para a cruza, essas princesas sinalizam com clareza e, na presença do macho, se deitam com a traseira levantada e a cauda jogada para o lado, permitindo que ele monte.

Muitas vezes, mesmo nessa fase, antes da fêmea permitir a monta, ocorre um ritual que mais se assemelha a uma briga, por isso é muito comum os gatos ficarem machucados após o acasalamento.

A ovulação (que possibilita que a fertilização ocorra) das felinas começa somente após a cruza e, em muitos casos, várias tentativas podem ser necessárias para que um filhote seja gerado. Entretanto, tendo em vista que diversos coitos podem acontecer durante um mesmo cio, não é difícil que em uma só ninhada sejam encontrados gatinhos de pais e raças diferentes.

Vale a pena lembrar que, antes de qualquer acasalamento/namoro, o futuro casal (canino/felino) deverão passar por uma avaliação de um médico veterinário. Este te orientará sobre o acasalamento, possível gestação e parto.

Caso você, papai e mamãe (tutor) não queira sua menina grávida ou não quer ter preocupações maiores com cio, castre! E quanto mais cedo, melhor. O recomendável é antes do primeiro cio para reduzir a incidência de tumor de mama.

Caso tenha alguma dúvida, é só perguntar!