Vamos falar sobre FIV e FELV?

A FIV (vírus da Imunodeficiência felina) e a FELV (Vírus da Leucemia Felina) são doenças que acometem os gatos domésticos e ambas tem distribuição universal. Tanto os machos quanto as fêmeas podem ser infectados, assim como animais de qualquer idade ou raça.

A transmissão da FELV se dá por saliva infectada ou secreções nasais, ou seja, principalmente por lambeduras ou compartilhamento de vasilhames entre gatos saudáveis e gatos infectados. Em menor quantidade o vírus também pode ser encontrado na urina, fezes e pode ser transmitida na gestação ou na amamentação da mãe para os filhotes. No geral a FELV é uma doença que acomete gatos mais jovens, mas pode acometer animais de qualquer idade.

A FIV é transmitida através do sangue ou da saliva, sendo assim, ocorre principalmente por mordeduras. No geral a FIV ocorre mais entre gatos machos, que não são castrados, possuem acesso a rua e brigam com animais infectados. A mãe também pode infectar os seus filhotes.

Os sintomas de ambas as doenças são bastante inespecíficos, como falta de apetite, perda de peso progressivo, febre, lesões orais, diarreia, infecções recorrentes, pelagem sem vida e surgimento de tumores. Nenhuma das duas tem cura definitiva, apenas teremos como opções tratamentos paliativos, que irão auxiliar a manter o animal com qualidade de vida, pelo máximo de tempo possível. O diagnóstico se dá por exames de sangue que devem ser solicitados pelo médico veterinário. No Brasil, apenas para a FELV teremos a vacinação disponível como forma de prevenção.

Todos os gatos devem ser testados, mas principalmente antes de se inserir um novo gato na casa, sempre antes de iniciar a vacinação para a FELV ou quando não se conhece o histórico do animal e ao sinal de qualquer um dos possíveis sintomas. Como prevenção, todos os animais devem ser testados, vacinados, castrados e mantidos dentro de casa e nunca com acesso a rua.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *