Pulgas em gatos: o que fazer?

Ao contrário do que muitos pensam, os gatos também podem ser infectados pelas pulgas, um parasita que demanda tratamento médico imediato. As pulgas, quando em sua fase adulta, possuem uma incrível capacidade de proliferação, fazendo com que o animal e todo o ambiente em sua volta fique infestado. A pulga é um animal hematófago, ou seja, se alimenta do sangue do animal hospedeiro, o que pode ocasionar sérios problemas de saúde. Por isso, todo cuidado é pouco!

 

gato-pulgas-focinhos-urbanos

 

Os sinais de que o gatinho está com pulgas são muito característicos, e podem ser facilmente observados por qualquer pessoa leiga. São eles: coceira intermitente, inchaço e lesões na pele e inquietação. Em sinais mais avançados o animal também apresenta perda de peso e falta de apetite. Ao observar o pelo do animal com mais atenção também será possível ver as pulgas.

As causas para as pulgas do seu gatinho são, geralmente, contato direto com outro animal infectado e contato indireto com objetos infectados, tais como sapatos, roupas, brinquedos, dentre outros. Ao observar esses sinais, procure imediatamente um médico veterinário de sua confiança. Através de um exame clínico o profissional poderá identificar as pulgas e fazer um correto diagnóstico e prescrição.

Geralmente o tratamento é medicamentoso. Em alguns casos, o médico veterinário irá receitar alguns xampus próprios. O local onde o animal vive também deve receber uma atenção especial, pois certamente estará infectado pelas pulgas. Será inútil fazer o tratamento no animal e não cuidar do ambiente, pois isso poderá ser uma nova causa de infecção. O veterinário também irá indicar a melhor maneira para cuidar do local, geralmente com produtos próprios e especiais para esses casos.

O tratamento é longo e precisa ser feito com muito cuidado e atenção pelo tutor do animal. Este será um gesto de carinho que seu bichano jamais vai esquecer!