Cuidados com seu gato no inverno

O inverno chegou e o frio pode ser prejudicial para a saúde dos nossos gatinhos, porque eles são muito sensíveis. Então, precisamos ficar bem atentos para evitar que eles sintam frio. Dessa forma, temos várias dicas para ajudar nessa situação.

A temperatura média de um gato deve variar entre 38,1ºC e 39,2ºC. Ou seja, eles, naturalmente, já são bem quentinhos, por isso têm a tendência de ficar com mais frio.

Uma dica para verificar se o gato está com frio é observar as suas extremidades, ponta das orelhas e patas, se estiverem gelados, é provável que está na hora de aquecê-lo.

Precisamos analisar o comportamento do gatinho e se percebermos que o gato está se entocando em lugares como atrás da geladeira ou perto de aparelhos eletrônicos, ficarem enrolados em si mesmo e se encolhendo, está na hora de providenciarmos mais lugares quentinhos e agradáveis, porque provavelmente ele está sentindo frio e procurando abrigo.

Normalmente, nessa época do ano, o gatinho vai procurar lugares fechados para se aquecer. Na perspectiva do gato, gavetas, armários, embaixo de almofadas são cantinhos quentes e ótimos para se proteger do frio, então precisamos tomar cuidados para que eles não fiquem presos nesses lugares. Se o gato tem acesso à rua, pode querer ficar descansando embaixo do carro ou no pneu ou no motor, portanto, sempre é bom verificar se tem um gatinho por ali antes, de dar a partida no carro.

Quando o gato costuma dar voltinhas na rua, temos que ter maior cuidado, para evitar que fiquem expostos às temperaturas mais baixas. Porém se isso ocorrer, precisamos colocá-lo em lugar quente e seco, com cobertor e alguma fonte de calor para que aumente sua temperatura.

Podemos usar cobertores térmicos ou garrafas com água quente nos locais onde eles passam o maior tempo descansando. Mas é necessário observar se o ambiente não está quente demais, porque isso é tão prejudicial quanto o frio.

Agora vamos preparar o cantinho do bichano dentro de casa de forma que fique bem confortável e quente, com cobertores em lugares que não recebam correntes de vento, caixas de papelão ou caminhas fechadas ou dobrar algumas cobertas em formato de toca, para evitar o vento nas laterais. Importante frisar que se esses cantinhos precisarem ficar no chão, o melhor é colocar algum edredom, tapete ou ainda um papelão por baixo, para evitar a umidade e o frio que vem do chão. Mas, se possível, colocar essas caminhas em locais mais altos, para que o gato não perca o calor de seu corpo com facilidade.

Gatos adoram tomar banho de sol e nessa época um lugar que bate sol é bem eficiente e gostoso para se esquentar, então se for possível arrumar uma caminha nas janelas ou varanda, o gatinho irá adorar, mas sempre verifique os horários que o gatinho toma sol, especialmente os branquinhos, para que não tenham futuramente problemas de pele.

Sempre que possível mantenha as janelas e portas fechadas para evitar correntes de ar e manter o ambiente aquecido.

Por mais que sintam frio, nem todo gato gosta de usar roupinhas, por se sentirem desconfortáveis e não conseguir lamber seus pelos, mas se eles estão acostumados e ficam confortáveis, podem usar roupinhas, uma roupa macia ajuda na proteção e mantê-los quentinhos, principalmente para os que tem pouco ou nenhum pelo, como os da raça Sphinx, mas evite colocar roupas nos gatos que saem na rua e ficam sem supervisão humana, porque elas podem se prender em algum galho ou fios e para se soltar, o gato pode se machucar.

Um cuidado especial é necessário para gatinhos filhotes e idosos, já que eles têm a imunidade mais baixa, portanto, necessitam de atenção redobrada e sempre deixá-los em locais onde possam receber calor de fontes externas.

Uma ingestão extra de calorias pode ajudar para que eles mantenham a temperatura do corpo aquecida. Mas como no frio eles tendem a se exercitarem menos, devemos considerar essa informação e observar junto com o médico veterinário a alimentação dos gatos, para que eles não fiquem obesos.

Nas épocas mais frias, a pelagem dos gatos começa a aumentar, sendo que caem nas épocas de calor. Então manter uma escovação frequente ajuda a manter os pelos e a pele do gato saudável, evitando nós, problemas de pele e quedas de pêlo em excesso.

Se possível dê apenas banho a seco ou limpeza com lenço umedecido nos dias frios, pois quando o gato molha o pelo fica mais difícil de manter seu corpo aquecido, e se não secá-lo adequadamente, ele perderá calos mais rápido. Por isso, é melhor evitar banho no tempo frio.

As vacinas contra gripe também são aliadas para evitar problemas no frio, porque um gato imunizado terá menos chance de ficar doente com facilidade.

Aproveite esse período para ficar embaixo das cobertas com seu felino, ficarão todos quentinhos e ainda melhorará a convivência entre vocês.

Rita Vasconselos

Consultora comportamental e adestradora franqueada da Cão Cidadão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *